Estudante de medicina mineiro morre em acidente no Paraguai; 'ele sonhava em salvar vidas' - TV Canal Dom Silvério

Estudante de medicina mineiro morre em acidente no Paraguai; 'ele sonhava em salvar vidas'

Share This
Um estudante de medicina mineiro morreu em um acidente de carro no Paraguai, nessa terça-feira (10). Segundo familiares, Ítalo Felix Brito, de 26 anos, retornava da faculdade de carona com um colega, quando o carro capotou e bateu em uma árvore.
Ítalo morreu no local e o colega, que também é brasileiro, ficou ferido. A família mora em Salinas, no Norte de Minas, e soube do acidente pela internet.
“Minha sobrinha vai estudar no Paraguai no ano que vem e ela está em grupo de whatsapp de lá, onde chegaram as fotos e foi ela nos avisou”, conta o padrasto Márcio das Virgens.
Ele explicou que a família enviou uma procuração para uma colega de faculdade de Ítalo que está resolvendo os trâmites para o translado do corpo junto ao consulado do Paraguai.
“O translado ficou por R$ 10.500 e será feito no carro da funerária. O corpo deve ser liberado na tarde desta quarta, com previsão de chegar em Salinas na quinta”.
O velório será na casa da família do Bairro São Miguel e o enterro está previsto para sexta-feira (13).

Sonhos

Ítalo de 26 anos era natural de Salinas e estudava no Paraguai — Foto: Arquivo pessoal
Ítalo de 26 anos era natural de Salinas e estudava no Paraguai — Foto: Arquivo pessoal

Há 2 anos, Ítalo embarcou para Ciudad del Este, no Paraguai, para realizar o sonho de cursar medicina e poder ajudar as pessoas. Ele estudava na Universidade Politécnica e Artistica do Paraguai (UPAP).
“O objetivo dele era formar para salvar vidas. Ítalo sempre dizia que o dinheiro não seria o mais importante, ele falava muito em ajudar as pessoas necessitadas”, relembra o padrasto Márcio.
Antes de ir morar no Paraguai, ele já tinha realizado um outro sonho de infância que era cursar medicina veterinária. Ítalo se formou na Escola Agrotécnica Federal de Salinas, mas decidiu fazer outro curso por falta de oportunidade.
“Ele muito estudioso e dedicado. Sempre sonhou em ser veterinário, mas depois de se formar não encontrou campo de trabalho na região e decidiu cursar medicina. Ele planejava se formar e retornar para Salinas, mas infelizmente aconteceu essa tragédia”, lamenta o padrasto.

Nenhum comentário:

Receba Notícias Pelo Whatsapp

 Anuncie Aqui no TV Canal