À espera de mais chuva forte, barragens de MG continuam em estado de atenção - TV Canal Dom Silvério

Participe nossa grupo

 Anuncie Aqui no TV Canal

À espera de mais chuva forte, barragens de MG continuam em estado de atenção

Share This
Agência Nacional de Mineração (ANM) recomenda que seja mantido o estado de atenção nas barragens de Minas Gerais até sexta-feira (31), uma vez que são esperadas mais pancadas de chuva de intensidade moderada em todo o estado entre esta segunda-feira (27) e quarta-feira (29). O alerta inicial do órgão público havia sido expedido na quinta-feira (23) passada e se estendia até esta segunda. 
Além das barragens instaladas em cidades mineiras, também existe a preocupação com construções no Rio de Janeiro, no Espírito Santo e em Goiás, onde, assim como em Minas Gerais, figuram alertas de chuvas mais fortes para os próximos dias.
Situação em Barão de Cocais
A mineradora Vale acionou, no sábado (25), o protocolo nível 2 do Plano de Ação de Emergência de Barragens de Mineração (PAEBM) da barragem Sul Inferior da mina de Gongo Soco, em Barão de Cocais, na região Central de Minas Gerais. O alerta foi dado após ser detectada uma erosão na parte interna do reservatório da Sul Inferior. 
Apesar do susto, moradores não precisaram ser retirados de suas casas. Pessoas residentes na Zona de Autossalvamento (ZAS) já haviam saído de seus imóveis em fevereiro do ano passado, quando foi detectado o risco iminente de rompimento da barragem Sul Superior da mesma mina de Gongo Soco – que se encontra, hoje, em nível 3 de alerta.
Estruturas sem alterações
Antes do aparecimento dessa erosão na estrutura da Vale em Barão de Cocais, nenhuma das 25 barragens em estado de alerta em Minas Gerais havia sofrido qualquer alteração. Boletim publicado pela Defesa Civil de Minas Gerais ainda na sexta-feira (24) – dia em que a chuva atingiu de forma mais crítica o estado – apontava que todas essas estruturas permaneciam com o mesmo nível de atenção de antes do início do período chuvoso. 
Apesar de a Vale ter acionado o protocolo, o último boletim do órgão estadual, publicado nesse domingo (26), não aponta que a barragem Sul Inferior subiu de nível 1 para nível 2 de alerta. 

Nenhum comentário:

Facebook