Réveillon termina com 99 autuados por embriaguez ao volante e sete mortes nas rodovias de Minas - TV Canal Dom Silvério

Participe nossa grupo

 Anuncie Aqui no TV Canal

Réveillon termina com 99 autuados por embriaguez ao volante e sete mortes nas rodovias de Minas

Share This
Apesar de ter registrado menos acidentes e mortes em relação ao Natal, o feriadão de Réveillon teve mais registros de imprudência na mistura entre álcool e volante nas estradas federais mineiras. Entre o último sábado (28) e essa quarta-feira (1º), 99 pessoas foram autuadas por dirigir embriagadas nas BR's mineiras, cerca de 20 casos por dia.
Os números fazem parte do balanço divulgado nesta quinta-feira (2) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e confirmam uma tendência que se observou também em todo o Brasil. Com uma ligeira queda, de uma morte, Minas também apresentou redução nos números violentos com relação à virada de ano de 2018 para 2019: foram 7 mortes neste feriadão, ante 8 no mesmo período anterior.
Já em comparação com o Natal deste ano, a redução foi bem expressiva. Nos cinco dias da operação natalina foram contabilizadas 16 mortes nas BR's mineiras, mais que o dobro das que ocorreram na virada do ano.
agentes da PRFSegundo a PRF 6.218 veículos foram fiscalizados no feriadão de Ano Novo, nas BR's mineiras
Os números de acidentes e feridos no Réveillon também foram menores tanto com relação ao Natal quanto com relação à virada de ano atrasada. Conforme os dados da PRF, entre os dias 28 e 1º aconteceram 125 acidentes nas estradas federais, com 157 pessoas feridas. No Natal, haviam sido 174 acidentes e 256 feridos.
Outro número que teve queda entre o Natal e o Ano-Novo foram as multas por ultrapassagens proibidas. No primeiro feriadão, 565 pessoas foram multadas por esta infração, enquanto na virada de ano 501 motoristas levaram autuações por isso.
Confira abaixo os dados consolidados dos feriados de Natal e Réveillon nas rodovias federais que cortam Minas. Os números são da assessoria de comunicação da PRF:
Dados feriadão rodovias federaisClique na tabela para ampliar os dados

Nenhum comentário:

Facebook