Demissão de Chiquinho no Atlético encerra 'casamento' de quase 12 anos com Victor - TV Canal Dom Silvério

Demissão de Chiquinho no Atlético encerra 'casamento' de quase 12 anos com Victor

Share This
Uma era que começou em abril de 2012 no Atlético foi encerrada nesta terça-feira (17). Contratado ainda na gestão de Alexandre Kalil para ser o treinador de goleiros do alvinegro, Chiquinho foi oficialmente desligado do clube.
Responsável por comandar as atividades de Victor e companhia, o baiano com passagens por Vitória e Grêmio deixa o clube com conquistas importantes, mas também sob o questionamento de parte da torcida e da mídia.
Com ele, Victor chegou à Copa do Mundo de 2014, Uílson ao título olímpico em 2016 e Cleiton à Seleção Pré-Olímpica no ano passado. Com o "Santo" dos atleticanos, ele teve parceria de quase 12 anos, contando os tempos em que trabalharam juntos no Tricolor Gaúcho.
Com a chegada de Sampaoli e a necessidade de que os arqueiros saibam jogar com os pés, o clube tomou a decisão de ir ao mercado e buscar um outro profissional. De acordo com a assessoria, a demissão se deu por motivo de "reestruturação". Segundo o clube, o novo treinador ainda não foi contratado.
"Tudo o que eu ganhei no Atlético e também no Grêmio, seja em conquistas coletivas ou individuais, tem uma relação muito grande com o trabalho do Chiquinho. É um treinador de muita competência e muito disciplinado. O que ele não permite é não nos deixar na zona de conforto. Para mim, dentro da função de preparador de goleiros, sem dúvidas é o melhor que existe no Brasil", disse Victor em entrevista concedida à TV Galo, em 2017. 
Com a chegada de Rafael, ex-Cruzeiro, Victor se tornou suplente na equipe de Sampaoli. No ano passado, fora de ação por mais de 160 dias, devido a uma lesão no joelho, o ex-dono da função perdeu espaço e, com contrato até o final da temporada, deve seguir como opção de banco até lá.

Nenhum comentário:

Receba Notícias Pelo Whatsapp

 Anuncie Aqui no TV Canal