Empresas não poderão transportar passageiros em pé - TV Canal Dom Silvério

Participe nossa grupo

 Anuncie Aqui no TV Canal

Empresas não poderão transportar passageiros em pé

Share This


O governador Romeu Zema (Novo) assinou hoje uma deliberação, restringindo a circulação de pessoas em Minas Gerais e intensificando ações para evitar a disseminação do coronavírus. O transporte coletivo entre os municípios deve ser feito sem exceder a metade da capacidade de passageiros sentados. Para o transporte coletivo urbano e rural, não poderá ser excedida a capacidade de passageiros sentados.
Desta maneira, o Executivo estadual pretende reduzir a possibilidade de contágio. Hoje, o número de casos confirmados da covid-19 saltou para 29. Belo Horizonte já apresenta contaminação comunitária, que é quando não se sabe de quem o paciente contraiu a doença. Tendo em vista esse cenário, fazem-se necessárias medidas adicionais para frear o avanço do coronavírus. “Temos tomado decisões rápidas, nos reunido diariamente, por meio virtual, para minimizar o pico da covid-19 em Minas Gerais”, afirmou Zema.
A deliberação traz ainda determinações aos municípios em que há registro de contaminação comunitária. Como o Estado não possui competência para fechar comércio nas cidades, o governador determinou que as prefeituras atuem nesse sentido, resguardando serviços essenciais como farmácias e supermercados. Entram no rol de estabelecimentos que devem paralisar a prestação de serviços academias, shoppings, bares, restaurantes, dentre outros. Para farmácias e supermercados, fica proibida a prática de preços abusivos em decorrência da situação de excepcionalidade. Eles também terão de fixar um horário específico para atender aqueles que possuem mais de 60 anos.


Nenhum comentário:

Facebook