Vale confirma paralisação de mina em Catas Altas, mas descarta demissões - TV Canal Dom Silvério

Vale confirma paralisação de mina em Catas Altas, mas descarta demissões

Share This

A Vale confirmou ontem que paralisou a mina de Fazendão, em Catas Altas, e alegou que isso ocorreu “em razão da exaustão mineral na área licenciada”. Questionada pela reportagem, a mineradora se limitou a responder que “empregados serão realocados conforme as demandas do complexo”.
A empresa se recusou a informar quantos trabalhadores serão afetados pela paralisação, quanto tempo a mina ficará desativada e quais valores deixarão de ser repassados ao Município de Catas Altas em Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (Cfem).
A paralisação da mina ocorreu sábado (29), apenas oito dias após o prefeito José Alves Parreira (PSDB) revogar a declaração de conformidade que permitiria à Vale expandir o complexo de Fazendão – concedida em 2015. A ação da mineradora soou como “represália”, uma vez que agora ela dificilmente conseguirá licenciar a expansão da mina.
Porém, José Parreira argumenta que a Vale não tem nenhum motivo para interromper a produção na mina, já que a atividade atual não depende da declaração de conformidade que foi suspensa – apenas a expansão. Ao ser questionada ontem pela reportagem sobre essa informação, a assessoria da mineradora preferiu o silêncio.
A Vale tenta duas outorgas junto ao Conselho Estadual de Recursos Hídricos (CERH) para expandir o complexo de Fazendão. Uma delas enfrenta forte resistência de moradores, Prefeitura e entidades de defesa do meio ambiente: a que propõe a retomada da exploração nas cavas de Almas e Tamanduá, que seriam transformadas em uma cava única e ocupariam uma área de 50,32 hectares. A outra outorga, bem menos polêmica, é para ampliar a cava de São Luiz, dos atuais 135,71 hectares para 215,67 hectares. 

Nenhum comentário:

Receba Notícias Pelo Whatsapp

 Anuncie Aqui no TV Canal