Preço das máscaras sobe de R$ 0,09 para R$ 7,50 - TV Canal Dom Silvério

Preço das máscaras sobe de R$ 0,09 para R$ 7,50

Share This

A compra de equipamentos de proteção individual (EPIs) tem sido uma das maiores dificuldades enfrentadas pela administração do Hospital Nossa Senhora das Dores (HNSD) nestes tempos de pandemia de coronavírus. Itens, como as máscaras cirúrgicas, que antes eram adquiridas por R$ 0,09, hoje são comprados a R$ 7,50 – 8.333,33% mais caras. As contas são do diretor-executivo do HNSD, Alexandre Coelho.
Outros itens também tiveram reajustes. A máscara N-95, que era adquirida a R$ 2, hoje custa R$ 19,00, 950,00% a mais do que o normal. O álcool em gel teve acréscimo de 400%. Antes da pandemia, o produto custava R$ 5. Uma embalagem de 500ml, atualmente, é comprada a R$ 20, mas segundo o diretor-executivo, o álcool chegou a ser adquirido por R$ 30 a unidade.
O gasto deste tipo de insumo é alto. Somente nos últimos 30 dias no HNSD, pronto-socorro e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) já foram utilizadas 15.000 máscaras cirúrgicas. Como havia algumas unidades no estoque, o custo não foi baseado no novo valor, mas, caso a instituição mantenha seu gasto mensal, somente com este item seriam gastos R$ 112.500.
“O Estado está ‘confiscando’ os EPIs das fábricas, além dos equipamentos necessários para salvar as vidas, como o primordial respirador mecânico. Temos que nos conscientizar da recomposição do caixa do hospital e, pelo andar da carruagem a tendência é piorar, com o aumento do tempo de isolamento social, o que representa a baixa na demanda de atendimento, o que tem criado uma situação desconfortável para nós, gestores”, defendeu o diretor-executivo.

Nenhum comentário:

Receba Notícias Pelo Whatsapp

 Anuncie Aqui no TV Canal