Médica tenta passar na barreira com mulher escondida no porta mala do carro e pega fogo na barreira sanitária. - TV Canal Dom Silvério

Participe nossa grupo

 Anuncie Aqui no TV Canal

Médica tenta passar na barreira com mulher escondida no porta mala do carro e pega fogo na barreira sanitária.

Share This

A polícia foi acionada por Funcionários da Barreira Sanitária que fica entre os municípios de São Miguel e Viçosa. No local a srª Nelci relatou ter abordado o carro placa ODT-5183, conduzido por Glenda Paula Cardoso, que apresentou identificação de médica, que segundo Nelci, possui livre acesso na barreira. Nelci relatou que suspeitou ter uma pessoa escondida no porta malas do carro e por este motivo determinou que ela abrisse, tendo Glenda se recusado e iniciando uma discussão.
Nelci disse que após envolvimento dos seguranças Lucas Santos e André Luís, Glenda abriu o porta malas, onde saiu de dentro a srª Mônica. Nelci disse que Mônica tomou seu celular, o arremessou fora e lhe desferiu um tapa no rosto, momento em que os seguranças a imobilizaram.
O segurança Lucas relata que durante a intervenção, a srª Mônica arremessou seus óculos ao solo vindo a danifica los. O segurança André relata ter sido agredido e lesionado por Mônica, motivo pelo qual foi levado ao posto de saúde sendo atendido e liberado, onde segue anexo relatório de atendimento médico.
Mônica relata que foi até São Miguel do Anta juntamente com a médica Glenda, para fazer a higienização da piscina de um cliente, pois trabalha numa empresa que presta tal serviço. Disse que quando foram a São Miguel do Anta, mais cedo e passou escondida no porta malas, que ao retornar foram abordados. Disse que de dentro do porta malas ouviu uma discussão, onde viu o porta malas se abrindo. Disse que ao descer do porta malas foi imobilizada pelos seguranças, momento em que Nelci veio com um celular para filmar, onde ela assumiu ter desferido um tapa no celular e na proprietária Nelci.
Mônica relata ter sido agredida pelos seguranças, motivo pelo qual foi levada ao posto de saúde, sendo atendida e liberada, onde segue anexo ficha de atendimento médico.
Glenda relatou que conduzia o veículo com Mônica no porta malas, onde foi abordada por Nelci, gerando uma discussão. Disse que Nelci a determinou que abrisse o porta malas, tendo ela se recusado. Disse que tentou voltar, mas um segurança se posicionou à frente e outro à retaguarda, impedindo o veículo de sair do local. Relatou ainda que o segurança André foi para retaguarda do veículo, momento em que ouviu um barulho, constatando após tal fato, que seu carro foi amassado na parte traseira entre o estepe e a lataria.
Diante dos relatos, foi dada voz de prisão em flagrante a Mônica pelos crimes de lesão corporal, dano, agressão e por infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa, sendo conduzida até a delegacia com todos os direitos resguardados.
A policia foi acionada pela fiscal de postura deste município, cristiane, fomos informados que no período da madrugada, mais precisamente entre 00h00min e 02h00min, houve um incêndio criminoso na barreira sanitária da cidade de Canaã que faz divisa com a cidade de Ervália; tal obstáculo visa conter entrada descontrolada de pessoas nesta cidade em virtude da pandemia da covid-19; a priori, conforme alguns indícios/vestígios, a ação se deu possivelmente por um, máximo até 02 autores; utilizaram de um veículo pequeno, espécie de carga, e pararam a aproximadamente 30 metros do local; empregando 04 pneus e, possivelmente, de substância inflamável, os pneumáticos foram colocados debaixo da porteira de madeira e então ateado fogo; realizara(m) a conduta criminosa e manobraram o veículo sentido Canaã novamente, local de onde originaram; conforme campo próprio.

Fonte: Moura Cardoso

Nenhum comentário:

Facebook